Um Sábado no Mocotó

Soundtrack: A Cidade   Chico Science & Nação Zumbi

Outro dia, fui me aventurar na Zona Norte. Digo me aventurar, pois fica bem longe e “fora de mão” para mim…Finalmente conheci o tão falado restaurante Mocotó, o cantinho de comida nordestina da região!

Ele estava na minha lista de lugares e restaurantes para conhecer em São Paulo, mas as viagens nos fins de semana, a preguiça de me deslocar para muito longe de casa dentro da cidade, as famosas esperas por uma mesa…deixaram o Mocotó esperando um pouco.

Mas eis que em um sábado combinei com amigos e o Ike e partimos com mapa na mão rumo à Vila Guilherme, ou mais precisamente, Vila Medeiros. Sem errar o caminho, que se mostrou uma “reta só” nas “quebradas” do bairro, chegamos.

E como escolhemos um horário “entre refeições”, sentamos de primeira! Achei que o Ike e o Edu estavam brincando com a gente, mas era isso mesmo: “a próxima mesa é de vocês.” Fácil assim.

 

O ambiente é bem democrático e descontraído, com um bar de cachaças. No cardápio, muitas opções e preço bom. Deu vontade de experimentar tudo, mas tivemos que selecionar. Fomos de dadinhos de queijo coalho com tapioca (tudo de bom), linguicinha com cebola roxa e cachaça (boa e sem surpresas), baião de dois (valeu), feijão de corda (com muito coentro), e o especial do dia, costelinha de porco à moda do engenho recheada com pernil (super macia, uma delícia). Teve também caldinho de mocotó, não para mim, já que de mocotó só a geléia Colombo da infância, que por sinal era muito gostosa!

Coentros à parte em alguns pratos (sei que fui em um restaurante nordestino, mas este tempero é do tipo ame ou odeie e eu sou da turma “fica longe de mim”), tudo estava bem saboroso. Achamos até lugar para encaixar as sobremesas, pois tínhamos que experimentar um pouco de  tudo. Pudim de tapioca e crème brûlée de doce de leite. Delas, esperava mais.

Depois de toda essa orgia gastronômica nordestina, regada com batidinhas de coco e maracujá e muita Cajuína para a Cé e o Ike (outra fruta que fica fora das minhas preferências…), só faltou a rede para descansarmos um pouco antes de voltarmos para a “o lado de cá” bem felizes.

Agora que aprendemos o caminho e não precisamos mais de mapa e GPS, com certeza voltaremos várias vezes para continuar a degustação do cardápio (o escondidinho que vimos na mesa ao lado deixou vontade…).

Mas, da próxima vez, a minha primeira pergunta será: “seu moço, tem coentro?????”

Até!

Fabi Por Aí

Fotos by Fabi e Internet

Anúncios

O Portinho, Ilhabela

Soundtrack: Simplesmente Bebel Gilberto

Ontem, para completar um dia de muito sol, praia e uma corridinha no final de tarde olhando o mar, fui jantar no O Portinho, um restaurante italiano bem charmoso, no  lado sul da Ilhabela.

Já fazia um tempo que eu não aparecia por lá. Localizado na casa dos donos, vale pelo ambiente que é aconchegante, com uma cozinha americana e mesas  na varanda fechada e cercada por uma vegetação tropical.

O esquema continua o mesmo. Tem que reservar com antecedência. Para começar, uma mesa de antepastos árabes e italianos – coalhada, hummus, babaganush, parmesão, abobrinha no azeite, berinjela com nozes…Hummm…Tudo bem saboroso! E depois é só escolher entre as opções de massas frescas e vinhos. Quem cozinha é o dono, e é a sua esposa, Renata, que te recebe e explica como funciona. Um estilo bem “jantar lá em casa.”

 A  minha escolha foi um Spaghetti com abobrinhas, camarões, tomates frescos e azeite. Simples e gostoso. Deixei a sobremesa para uma outra vez,  mas a opção do dia era torta de maça quente com sorvete de creme.

Se você quiser conhecer, lembre-se, só abre nos finais de semana para o jantar.

O Portinho – Praia do Portinho, Ilhabela, SP – Tel.12 3894 9351/12 9793 2682
 
Até!
Fabi Por Aí                                                                                                                                                                                              
Fotos by Fabi

Eu quero sorvete!

 

Soundtrack: Bella Jovanotti

Apesar do frio e do fim de semana estar só começando, não esperei sábado para cair na tentação e hoje fui novamente na minha sorveteria preferida em São Paulo. Fica na Oscar Freire, a BACIOdiLATTE.

Abriu em janeiro. O ambiente é super cool, branco e aconchegante. E os sorvetes e sorbets…humm…deliciosamente cremosos. O verdadeiro gelato artesanal italiano. Fresquinho, preparado diariamente com leite tipo A, frutas frescas e ingredientes premium. Adoro!

São 20 sabores, um melhor que o outro. Chocolate Belga, Stracciatella (o nosso Flocos), Morango, Frutti di Bosco, Coco, Figo, Iogurte com Amarena, BaciodiLatte (de leite), Gianduia Crocante, Pistache, Doce de Leite e até Banana.

Já experimentei vários e o legal é que dá para combinar até três sabores. Eu já elegi o meu copinho do momento: Chocolate Belga, Frutti di Bosco e Stracciatella! Mas para quem prefere, tem na casquinha crocante também!

Se você ainda não passou por lá, fica a dica!

BACIOdiLATTE  – R. Oscar Freire, 136, São Paulo

http://www.baciodilatte.com.br

Até!

Fabi Por Aí